HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Uma nova geração se levanta no terceiro dia do Detox 2018

Uma nova geração se levanta no terceiro dia do Detox 2018

O terceiro dia do Detox começou atraindo a presença de Deus com louvores e celebração. No domingo, 1, a banda do ministério YES recebeu um convidado especial: o líder do ministério de adoração de Igreja, o Pastor Hélio. Juntos, os levitas entoaram canções de adoração ao Senhor.

Durante a tarde de domingo, a primeira palavra ministrada aos jovens foi através da Pastora Elaine Souza. Ela pregou sobre deixar o comodismo de lado e se levantar como uma geração trabalhadora, pois o reino de Deus precisa de ceifeiros. Esta geração quer tudo rápido, fast food, facilidade e não percebe a unção e a força que tem. Deus colocou talentos e dons em todos, mas muito deles estão parados. “Deus quer lhe usar, você faz parte do plano de Dele para essa geração”. A pastora encerrou seu momento com uma oração de força para os jovens.

Em seguida, a equipe de teatro apresentou a segunda parte da série sobre o YouTuber Johnny. No episódio de domingo, o seu amigo e produtor conversa sobre o tempo do primeiro amor de Johnny, quando as pessoas o conheciam por ser cheio de Deus, quando ele escrevia poemas e desenhava artes inspiraras pelo Espírito Santo, mas as distrações e a busca por curtidas e seguidores o tirou do foco. Johnny ouviu, mas não deu importância, pois sua prioridade agora não é mais Deus e sim o número de  curtidas nas fotos, visualizações no YouTube e seguidores.

Somos todos árvores.

Para encerrar a programação no domingo, Caleb Souza, líder do ministério Yes Teens, subiu ao altar para falar sobre cada um ser um árvore. (Lucas 3. 7-9).

Além do oxigênio, outra grande importância da árvore é dar frutos, e a todo momento e bíblia compara as pessoas com árvores do Senhor. O jardineiro é Jesus e as árvores somos nós.

Constantemente Jesus compara e ilustra as pessoas como uma planta e assim como as árvores fazem, o propósito das pessoas é gerar frutos. “Em toda sua vida, quantos frutos você gerou? Quem são seus frutos? Se você não tem discípulos, você não está saciando a fome de Jesus. Jesus tem fome de almas, de frutos”.

Caleb continuou falando sobre a importância de ser uma árvore frutífera que faz sombra para Jesus descansar e o alimenta com frutos. Os discípulos são frutos e através dos seus discípulos Deus vê como está seu coração.

Tem pessoas que já fizeram todo o processo de aprendizagem, estão prontas para abrir uma célula mas estão paradas. Deus fala: é tempo de dar frutos!

Caleb lembrou a palavra do semeador, das quatro sementes que caíram em solos diferentes e fez uma analogia sobre quatro tipos de cristãos: aqueles que deixam a semente morrer porque caiu à beira do caminho e as aves comeram; aqueles que deixam a semente morrer porque caiu em lugares pedregosos e aqueles que deixam a semente morrer porque caíram em lugares espinhoso. Mas, há aqueles que não deixaram a semente morrer. A semente caiu em boa terra, foi plantada, discipulada, acompanhada e deu frutos.  (Mateus 13:4).

“Todos são árvores, mas nem todos são frutíferos”.

O domingo acabou com oração e louvor onde Deus despertou e levantou novos líderes de excelência que trabalharão em prol do Reino e darão frutos.