HOME / COM a Gente / Estudo dos Discipulados / Atitudes para Desenvolver a Liderança

O que Deus quer que Entreguemos a Ele

CASA DE ORAÇÃO MUNDIAL
“2012: Ano da Paixão à Deus e da Entrega Absoluta”
Discipulado
Tema: O que Deus quer que entregemos a Ele.
Texto: Fp. 2: 5’11.

Oração do mês de Abril:

Obrigado Deus por me perdoar e plantar o teu amor em mim. Eu quero amar como o Senhor me ama. ( 1 Jo 4: 10’19 )

V. 10 – Nisto está o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que Ele nos amou e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados.

19 – Nós o amamos porque Ele nos amou primeiro.

Introdução:

Tudo o que recebemos do Espírito Santo é pela fé, e a fé vem pelo ouvir, e ouvir a Palavra de Deus.

Este ano, estamos realizando os nossos decretos através de orações. E eu preciso me certificar se nós estamos orando, memorizando as orações. Se não estivermos fazendo essas orações, nós não iremos captar o que Deus quer falar conosco este ano.

Desenvolvimento:

TEXTO: Fp. 2: 5’11.

Como este ano é o ano da entrega Absoluta a Deus, nós precisamos descobrir o que é que Deus quer que entreguemos a Ele absolutamente. Não é só uma entrega de uma célula, mas também uma entrega pessoal. Deus só vai usar uma pessoa que se entrega a Ele.

O que é que Deus quer de mim?

O que Ele me pedir, Ele vai suprir, Ele não vai me deixar viver em falta de nada. Ele não pede nada para deixar o vazio atrás.

Este texto, é um texto que fala da entrega de Jesus. É preciso haver em mim o mesmo sentimento que houve em Cristo. Não havia como o homem ser salvo por meio do sangue de animais. Deus procurou por toda a terra um justo e não encontrou nenhum. O pecado tinha se multiplicado e o sangue de bode não podia mais expirar o pecado do homem. Deus então resolveu enviar o seu Filho para o sacrifício e ali deu início a um princípio de que para o perdão dos pecados era preciso derramar sangue de inocente. Tinha que ser homem por homem e foi ai que Jesus se ofereceu para salvar a humanidade.

Ele disse: “Eu aceito o plano do Pai, Ele se ofereceu sabendo de tudo que iria passar como homem. O momento mais difícil que Jesus passou durante toda a crucificação, foi a separação do Pai no momento que Ele assumiu todos os pecados de toda a humanidade.”

Ele nunca pecou. Ele se fez pecado. Esta foi a maior dor que Ele sentiu, quando o Pai se separou d’Ele por causa do pecado.
Foi ai que Ele gritou: TETERESTAI, por que me abandonaste.

É nesse pensamento que a Bíblia diz: Que haja em vós o mesmo pensamento que houve em Jesus.

Tem gente que quando passa por uma experiência ruim diz: Se eu soubesse que iria passar por tudo isso eu não o teria aceitado, mas Jesus não. Ele sabia e eu devo ter esse mesmo sentimento que Ele teve. Sentimento envolve pensamento, imaginação, tudo que envolve as nossas decisões, essa mesma determinação que houve em Cristo. Jesus, que haja em nós o mesmo sentimento.

Que estejamos dispostos a passar tudo que irá contribuir para eu tomar as decisões. Nós não sabemos o que nós vamos passar, mas Jesus sabia de tudo o que Ele iria passar. Aqui é a predisposição para passar o que iria vir para Ele, Hb. 11:13. Homens que viveram momentos de muita fé, mas que durante toda a sua vida não viram as promessas se cumprirem, mas creram assim mesmo. Ex: Abel, Enoque, Noel, Abraão, Sara. Eles tiveram suas vidas completas, e morreram com fé, mas não viram suas promessas serem cumpridas.

Mesmo que eu não alcance, eu preciso viver na predisposição da promessa. O homem planeja muito, mas o alcançar é de Deus, e mesmo assim precisamos estar dispostos a servir.

Não sabemos se nos planos de Deus, conta para nós lutas e perdas. Mesmo assim, não podemos desistir. Por isso é que existem crentes fracos; que quando passam por lutas, não suportam, desistem, porque foram treinados para só receberem e não há neles a predisposição de aceitar os planos de Deus, mesmo com todas as lutas.

Jesus sabendo de todas as coisas disse: Eu aceito os planos do meu Pai.

Que tenhamos essa mesma atitude, esse mesmo coração, e não rejeitar a obra de Deus por algo que venha acontecer pelo meio do caminho.

Não podemos colocar condições para Deus para poder servir a Ele. Quando a Bíblia fala de tribulação, padecer com Cristo, nós pensamos logo de que não é para nossa época, v. V. 6 . Jesus como Espírito, luz na forma de Deus. Ele não usou como usurpação ser igual a Deus. Não houve relutância em Jesus de entregar-se à sua vontade, de permanecer na sua forma, mas como Deus, em espírito, Ele estava assumindo um corpo limitado, deixando a forma de espírito. Ele estava disposto a mudar. Dentro do plano de Deus em minha vida, vai haver mudanças, é preciso ter mudanças, tenha certeza.

Aqui em Filipenses tem duas formas de mudanças:

1 – Ele saiu primeiro da forma de Deus,
2 – Ele tomou a forma de Servo, Ele não deixou de ser espírito, mas houve a mudança de forma. Precisamos aceitar a mudança que Deus tem para nós.

Repitam comigo: “Eu posso ser diferente. Digam agora para outra pessoa”.

Deixe Deus mudar você. Transformação faz parte do evangelho, por mais que você tenha herança de sua família, foi Deus quem te criou e você pode mudar.

O Espírito Santo não é fraco, não é uma pessoa qualquer, ele não é menor do que você, ele pode mudar você.

Moises, de matador passou a ser manso. Ele só precisa ter liberdade para mudar você, Ele não é incapaz. Ele é o seu criador, seu fabricante, Ele é a melhor pessoa para consertar os seus defeitos.

Às vezes nós nos agarramos à nossa natureza antiga. V. 6. Jesus abriu mão da natureza que Ele tinha, e se fez homem. Quando estamos nos agarrando à natureza que tínhamos, nem conseguimos passar do v. 5.

Jesus aceitou mudar de natureza e você? V. 7.

Antes a si mesmo se esvaziou e tomou a forma de servo, fazendo-se semelhante a homem. A ideia de um Deus se esvaziar é muito humilhante. Se esvaziar de suas próprias vontades e assumir a vontade do Pai.

Assumir é mais do que aceitar. Ele concluiu, determinou que era aquilo que tinha que ser feito: Eu vou ser Servo.

Jesus concluiu sua missão e ali, Ele revelou ao mundo quem Ele era. Assuma e revele sua identidade. Jesus, mesmo sendo Deus não se revelou em momento algum como Deus, Ele tomou a natureza de servo, em natureza de homem.

Sobre a revelação de Jesus em sua natureza de corpo de homem, eu pergunto: Quando Jesus ressuscitou, Ele ressuscitou só em espírito?_ Não, Ele ressuscitou em corpo também, e assim seremos nós; teremos um corpo transformado. Ele assumiu seu corpo para sempre, para nunca mais deixá-lo. Ele disse: veja eu tenho corpo e ossos. Ele nunca mais voltou à natureza que Ele tinha.

Quando Deus mudar a sua natureza, não volte mais à velha. Assuma a sua natureza nova, não volte à forma anterior ao encontro com Deus, se não você vai entrar na contra mão, e se você entrar na contra mão, você pode colidir, se voltar atrás.

Às vezes quando começamos a passar crises com os problemas, a nossa natureza velha começa a aflorar, então eu escolho; ou eu fico com minha natureza velha ou eu permaneço na minha transformação.

Não permita que sua crise faça você retornar. Se você vencer esse momento, vai conseguir permanecer com sua natureza transformada.

Agora reflita e faça uma lista das coisas que você precisa ser transformado.

A entrega absoluta e isso; Você decide e assume que não vai ser mais assim.

V. 8 Ele precisou se humilhar e disse: Eu não vou voltar a ser o que eu era antes. No momento da tentação Ele se ajoelhou, foi ao Pai e se humilhou. Ele suou sangue, pediu ao Pai que se possível passasse d’Ele aquele cálice.

Nesse momento em que minha natureza antiga está me convidando para eu não ir à cruz, eu tenho que ir ao Pai para que Ele me dê forças.

A cruz é o caminho em que ninguém que deseja mudanças, pode se esquivar. A cruz faz parte do plano. Se eu atravessar, a minha natureza quando eu morrer será firmada. A nova natureza traz a honra de Deus.

Jesus não podia cumprir o plano de Deus com a natureza anterior. Ele precisava passar pela crucificação e não poderia ser crucificado, sendo Espírito. Ele precisava ter um corpo, e se eu quero cumprir o propósito de Deus, preciso mudar minha natureza. Em sua forma anterior, Ele não tinha sangue, e hoje eu estou coberto pelo sangue de Jesus.