HOME / COM a Gente / Estudo dos Discipulados / Atitudes para Desenvolver a Liderança

Jasobeão Valente

CASA DE ORAÇÃO MUNDIAL “2012: Ano da Paixão por Deus e da Entrega AbsolutaDiscipulado Tema: Jasobeão Valente. Texto: 2 Sm. 23:8-11. INTRODUÇÃO: O verdadeiro líder procura dar exemplo em tudo, a fim de que todos os seus liderados venham a imitá-lo. Jasobeão viveu por volta de 1050 a.C., seu nome no hebraico quer dizer “Que o povo se volta para Deus”. Em (II Sm. 23:8) aparece o nome de Josabe Bassebete, ele foi um dos três que ganhou a mais alta reputação diante dos outros dois, Eleasar (II Sm. 23:9 e Samá II Sm. 23:11). Ele também foi um dos que abandonou Saul para se unir a Daví, que se achava exilado em Liclaque. A UNIÃO COM DAVI. Jasobeão soube medir muito bem os valores espirituais da vida de Saul, ele percebeu que o seu trono e sua vida espiritual estavam em decadência. O motivo da degeneração espiritual de Saul teve uma complexa e desconsertada história que gerou uma desobediência. 1º Passo negativo de Saul (II Sm. 13:9-12). Saul quis assumir o papel de Samuel como sacerdote e profeta de Deus na ausência do servo de Deus. Samuel considerou aquela ação uma rebelião contra a palavra de Deus e anuncia que o seu reinado não teria confirmação em Israel (vv. 13-14). 2º Passo negativo de Saul. Em (I Sm. 14:24´46), encontramos uma mistura ímpia de presunção e ciúmes de Davi, os quais o levaram a desejar matar o seu próprio filho Jonatas. 3º Passo negativo de Saul. E o mais grave de todos, foi à exteriorização de sua vida espiritual, revelada em (I Sm. 15:1´35). O egocentrismo e o orgulho desmedido de Saul o levaram a rebelião aberta contra a palavra do Senhor. Sua confissão e arrependimento não constituíram um verdadeiro quebrantamento por haver pecado contra Deus. Tanto o Senhor quanto Samuel rejeitaram a Saul. A prova definitiva do orgulho e da rebeldia de Saul foi sentir ciúmes e inveja de Davi. Ele reagia com uma preocupação doentia, sentiu-se tomado de fúria e repetidas vezes tentou mata-lo (I Sm. 18:7´17 e 19:1 e 8´11). A queda de Saul começou por causa do seu orgulho. O clímax ocorreu quando o Espírito do Senhor se apartou de, e um espírito mal começou a atormentá-lo. A partir desse momento, Saul foi de mal a pior a ponto de buscar auxílio numa feiticeira. Ele queria por meio desta consultar o aparecimento de Samuel a fim de receber a sua benção (I Sr. 28). Saul considerava Samuel seu representante espiritual mais era impossível porque Samuel havia morrido. O caminho para esta busca resultou em mais uma rebelião contra os princípios divinos. Essa atitude de Saul mostrou que ele estava totalmente perdido. Ele perdera a noção dos fatos, entre o bem e o mal na sua vida espiritual. Foi buscar a palavra de Deus de um servo que já tinha morrido, num lugar onde jamais Deus poderia se manifestar. Por causa dessa atitude de Saul Jasobeão tomou a decisão de unir-se a Davi. Essa decisão demonstrou que ele era uma pessoa direcionada por Deus. Saul havia se desviado não tendo mais condições nenhuma de conquistar nenhuma batalha porque estava com sérios problemas. Jasobeão procurou somar com os que com Deus somam. A partir desse momento a bíblia o chama de guerreiro de Davi, e indiretamente de Deus. Ninguém suporta esta ao lado de alguém sem que tenha a unção do Espírito Santo, por que somente a unção, é capaz de levar a verdadeiros triunfos. Logo ele recebeu a maior condecoração da mais alta reputação dentre todos os valentes de Deus. Deus está buscando pessoas valentes como Jasobeão, que saibam valorizar a unção de Deus que existe na vida dos outros. Abandonem a liderança de Saul e somem com a liderança de Davi, para vocês fazerem a diferença. Quem tem unção faz a diferença. LÍDER DE DESTAQUE. Jasobeão foi quem organizou a primeira turma do exército de Israel. A turma que ele liderava servia ao rei em todos os negócios das turmas que entravam e saiam de mês em mês durante o ano. Cada turma possuía 24 mil homens (1 Cr. 27:2), com a finalidade de apresentar o melhor para o Rei. Sua liderança deixava o Rei tranquilo e confiante pelo seu trabalho apresentado. Sobre ele estava os olhares de esperança e realizações. Davi podia viajar resolver problemas, porque Jasobeão dava conta do recado na sua área de comando. O verdadeiro líder é aquele que tem a capacidade de unificar todos e influencia-los. Essa característica estava no perfil de Jasobeão. Eram um batalhão de 24 mil homens e era uma árdua tarefa para resolver os problemas do reinado, mas ele era orientado pelo Espírito de Deus e fazia o caminho direcionado ao alvo certeiro. Um verdadeiro líder espiritual procura agir como disse Leroy Eims: “Líder é alguém que vê mais que os outros, que vê além dos outros, e que vê antes dos outros”. Isto significa que uma liderança dirigida por Deus transmite segurança e influencia a todos para chegar ao mesmo objetivo. Ele queria e fazia todos os esforços para manter a conquista de mais alta reputação. Pela sua fiel liderança e compromisso em ver os seus liderados bem organizados. DEUS QUER FAZER DE VOCÊ UM VERDADEIRO LÍDER. Deus quer realizar em você as virtudes que havia em Jasobeão. Una-se aos que lideram como Jasobeão e Davi, segundo a ótica divina. Este privilégio lhe foi conferido porque ele se lançou na batalha. Nenhuma batalha é vencida se não houver intimidade com Deus. Não podemos nos esquecer de que as grandes conquistas nascem das pequenas vitórias. Uma vez fiel no preço, seguramente no muito será colocado (Mt. 25:21´23). Jasobeão cumpriu a vontade do rei e no tempo certo foi condecorado como um verdadeiro líder. Amados, eu profetizo vitória sobre a vida de vocês no nome de Jesus. Seja um valente disposto ao trabalho! Levante-se para liderar e influenciar esta geração com o poder do Espírito Santo, Deus quer usá-lo. Faça diferença com o seu grupo que Deus te confiará para liderar. Deus está com você.