HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Vazios de si mesmos

Vazios de si mesmos

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2019 – ANO DO DERRAMAR DO ESPÍRITO”

Célula de Multiplicação –  17.11.2019

Tema:   Vazios de si mesmos

Texto:   Mateus 5:3

 

INTRODUÇÃO

Jesus ensinou aos discípulos sobre as bem-aventuranças. A primeira enunciada foi: “Bem aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus(Mateus 5:3). Algumas versões bíblicas registram “humildes de espírito” em lugar de ‘”pobres de espírito”. Ser humilde de espírito é ser uma pessoa que se esvazia de si mesmo. A palavra esvaziar significa ‘tornar vazio, desocupar. Isso quer dizer que, para sermos cheios da Presença e da vida de Deus, precisamos desocupar nossa casa espiritual, ou seja, o nosso interior, o nosso coração, para dar lugar ao Espírito de Deus nos encher e operar nas nossas vidas.

 

1. ESVAZIANDO-SE DE Si MESMO 

Somos como vasos e há vaso de todo tipo. Existem pessoas que andam cheias de si mesmas, isto é, do seu ego, da sua vontade própria, de projetos pessoais, independentes de Deus, cheias de orgulho, de vaidade, de ira, rancor, críticas, maledicências, murmuração. Estes são vistos por Deus como vasos para desonra (2Timóteo 2:20).

VASO QUEBRADO – cheio de angústia (Sl 31.12). Vaso rachado ou quebrado não se enche de azeite. O azeite representa a Presença do Espírito.

VASO DA IRA (RM 9.22). A ira não expressa amor, mas revolta, rebeldia e ódio. A ira é obra da carne.

VASO EM QUE NINGUÉM TEM PRAZER (Oséias 8:8). São os vasos cheios de rebeldia, soberba, língua violenta mentira, adultério, engano, distantes de Deus. Ser vazio de si mesmo requer negar a si mesmo, tomando sobre seu ombro a sua cruz e seguir a Jesus Cristo sob a Sua Direção. A pessoa que verdadeiramente é vazia de si mesma não tem mais a vontade própria predominante, mas a Vontade Soberana de Deus é a prioridade absoluta em seu coração. Continua, como outra pessoa qualquer a ter sonhos, desejos e vontade, porém, como depende do Espírito Santo, submete-os ao Senhorio de Jesus Cristo: “É importante que Ele cresça e que eu diminua” (Jo 3.30) e “Já estou crucificado com Cristo e não mais eu, mas Cristo vive em mim” (Gl 2.20).

2. ENCHENDO-SE DO ESPÍRITO SANTO

Para sermos cheios do Espírito Santo é preciso nos esvaziar de nós mesmos, a fim de dar lugar para Ele operar em nossas vidas e, dessa forma, sermos dirigidos e abençoados por Ele e sermos cheio do Espírito Santo, que significa ser cheio do Amor, uma vez que Deus é Amor. E o fruto de Espírito (Gl 5.22) é o amor que se expressa através de cada atitude, de cada gesto de cada palavra daquele que está cheio do Espírito de Deus. Nós, como vasos cheios de azeite, isto é do Espírito Santo (1Sm 10.1), de misericórdia (Rm 9.23), para honra (Rm 9.21) preciosos (Lm 4:2) e escolhidos (At 9.15), precisamos nos encher diariamente do Espírito Santo e assim não deixaremos espaços para entrarem os sentimentos e os comportamentos negativos que tanto desagradam a Deus, nos afasta d’Ele e servem de mau testemunho para os que ainda não conhecem Jesus.


CONCLUSÃO

Precisamos tomar a decisão de, todos os dias, confessar os nossos pecados, cravando-os na cruz, bem como todos os aspectos negativos do nosso interior que tentam persistir em alguma área da nossa vida e, esvaziando-nos de nós mesmos, clamar a Deus: “Enche-nos, Senhor, do Teu Santo Espírito!” Amém!