HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Tesouros Abertos – Parte 1

Tesouros Abertos – Parte 1

CASA DE ORAÇÃO MUNDIAL

“2017 – ANO DO AMOR”

Célula de Multiplicação – 21.05.2017

Tema: Tesouros Abertos – Parte 1

Texto:  Deuteronômio 28:11-13

INTRODUÇÃO

O Senhor tem prometido para nossa geração dias de avivamento, de prosperidade, de celeiros cheios e lagares transbordantes. Porem, o desejo do inimigo é fazer com que vivamos debaixo de céus de bronze, com a prosperidade interrompida. Deus nos resgatou do império das trevas e nos trouxe para o Reino do Seu Filho. Quando somos transportados de um lugar para outro, mudamos de atmosfera e os céus do Reino não são de mesmice, carnalidade, indiferença, incredulidade, mas céus novos, que revelam o bom tesouro do Pai.

1.   OS CÉUS DO SENHOR ESTÃO SOBRE NÓS

O avivamento não virá sem o acompanhamento da prosperidade, porque uma nação de avivamento precisa ser próspera para abençoar outras nações, enviando missionários.  Precisamos dos céus do Senhor sobre a nossa vida e cremos que os céus são do Senhor, Ele nos acrescentará bênçãos sem medida, tanto a nós, quanto a nossos filhos. Nossa geração (Sl 115.14), isto é, chegará a um tempo reconhecido como o da prosperidade e o bom tesouro virá sobre nós. Para aqueles que creem, será a geração mais próspera da Terra, pois virá a chuva sobre suas lavouras. Se você tem dificuldade em crer nisso, faça como o homem mencionando em Marcos 9:24, que pediu a Jesus: “ajuda-me na minha incredulidade”. Vale a pena esperar com fé quando se está motivado na pessoa de Jesus. Em outras palavras, aquele homem disse: “se existe algum resquício de incredulidade na minha vida, arranque-a, Senhor”. Faça também o mesmo: peça ao Senhor que arranque todo resquício de incredulidade da sua vida para que o tão esperado milagre aconteça.

2.  DEUS NÃO TEM LINGUAGEM DE DERROTA

Os céus se abrem para que a prosperidade seja visível, para que a terra seja frutífera. Deus não tem uma linguagem de miséria nem de derrota. A Sua Palavra nos diz: “tenho posto diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolha, pois, a vida para que vivas tu e a tua semente”. (Dt 30:19). A vida que devemos escolher é Jesus. Deus é realmente maravilhoso, esse é um conselho no qual Deus diz o que devemos escolher: a vida. É pela vida de vitórias, de bênçãos e de prosperidade que nossa família será reconhecida como uma família de testemunhos.

CONCLUSÃO

Vamos erradicar a miséria, a ruína e a pobreza da nossa nação, mas isso acontecerá quando Deus abrir o bom tesouro sobre nós e quando cada um de nós não permitir que os céus de bronze estejam sobre nossas vidas.