HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Superando as Tempestades de Vida

Superando as Tempestades de Vida

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2017 – ANO DO AMOR”

Célula de Multiplicação – 27.08.2017

Tema: “Superando as Tempestades de Vida”

Texto:   Mc 4.35-41

INTRODUÇÃO

A Palavra de Deus fala que “no mundo tereis aflições”, mas que não podemos perder o ânimo, pois Jesus venceu o mundo (João 16.33).  Os problemas e as tempestades da nossa vida vêm de maneira inesperada e todos estão sujeitos a passar por elas, independentemente da posição que cada um ocupa na vida, da condição de serem cristãos ou não. Contudo, o que difere uma pessoa da outra é a forma como vão enfrentar as tempestades e os revezes decorrentes das circunstâncias. 

1.    ENFRENTADO AS TEMPESTADES

A sua decisão de enfrentar as tempestades não pode estar sujeita às suas forças físicas e sim à vontade de Deus, que é “boa, perfeita e agradável” (Rm 12.2). A vontade de Deus é que você lute com fé e perseverança, sabendo que Ele é o Deus do impossível, e que jamais lhe deixará só, mas antes lhe dará o escape. As tempestades geralmente vêm de surpresa e causa grandes estragos. Elas vêm com o propósito de derrubar e afastar da presença de Deus os que não estão firmes na Rocha. Deus está no comando do nosso “barco” e nos conduz a águas tranquilas, isto é, a uma vida de paz e confiança nas Suas promessas, Ele nos ensina e nos leva a grandes mudanças. Quando as adversidades da vida se apresentam, nos levando a enfrentar tempestades, é o momento de escolhermos como reagir: clamar a Deus e lutar, buscando a oportunidade de começar tudo de novo ou se entregar à desistência, matando sonhos e projetos. Desistir, jamais. Jesus deve estar no controle da situação. 

2.    FECHANDO AS BRECHAS

Em meio às tribulações, muitos não conseguem sobreviver por falta de fé e confiança em Deus. Mas nossa decisão deve ser continuar no barco, sabendo que seremos guiados por aquele que possui autoridade e poder para nos levar a um lugar onde reina a paz e o sucesso.

Para superarmos as tempestades da vida, precisamos fechar as brechas, lançando, fora do nosso barco, as bagagens inúteis e indesejáveis que nos impedem de navegar em águas tranquilas. Se compreendermos isso, os ventos de Deus soprarão sobre nós e, assim, poderemos prosseguir em frente até chegarmos com Jesus à “outra banda do mar” (Mc 5.1).

CONCLUSÃO

Jesus não nos deixará ser vencidos pelas tempestades, mas antes nos dará o livramento. Entreguemos a Ele o comando do nosso “barco” e aprendamos a confiar em Deus e na sua infinita misericórdia que, como diz a Palavra, “dura para sempre”.