HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Recebendo a Vida Através de Jesus

Recebendo a Vida Através de Jesus

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2018 – ANO DA INTIMIDADE COM DEUS”

Célula de Multiplicação –  05.08.2018

Tema:   Recebendo a vida através de Jesus

Texto:   João 3:16

 

INTRODUÇÃO

Após Deus ter realizado a obra da Criação, devido ao pecado, o homem passou a viver debaixo de uma sentença de morte e de destruição (Gn. 3:3; Rm.6.23). Mas Deus, pelo Seu grande amor para com o homem, enviou Seu único Filho, Jesus Cristo para destruir todo o decreto de morte que era contra nós (Jo. 3:16; 1 Jo.3:8) e abrir o caminho para vivermos uma vida de bênçãos que Ele tem preparado para nós.

1.  JESUS MORREU POR NÓS

Para cumprir Seu plano de nos livrar do domínio de Satanás que veio para dominar e destruir o homem, através do pecado e da morte eterna, Deus enviou Jesus para tomar nosso lugar e morrer por nós na Cruz, desfazendo, assim, todo o direito legal de Satanás de nos destruir (Jo. 10:10). Essa é a maior prova do amor de Deus para conosco (Rm. 5:8). Jesus percorreu toda uma trajetória de sofrimentos até chegar à Cruz do Calvário, onde foi crucificado, morrendo pelos nossos pecados.   

2.  JESUS PASSOU PELO GETSÊMANI

Nesse lugar, Jesus passou a agonia da espera pelo momento em que Ele seria crucificado e a sua agonia foi tão intensa que Ele suou sangue. Os Seus discípulos estavam com Ele, mas dormiram e nem por uma hora oraram com Ele. Mesmo sozinho, Jesus orou ao Pai e ali, naquele momento crucificou primeiro a Sua vontade e decidiu cumprir a vontade de Deus e essa atitude de obediência o preparou, obtendo forças para passar por todo o sofrimento por nós. No Jardim do Getsêmani, Jesus foi preso e, a partir daí, começou o Seu trajeto para a Cruz do Calvário. Após ter sido preso e maltratado no Getsêmani, Jesus foi conduzido à casa de Caifás, o Sumo Sacerdote. Em seguida, à audiência perante Pilatos e à Herodes (Lc. 23:7) e, em todo o percurso até o Calvário, foi negado (Lc. 22:54-62), desprezado, escarnecido, envergonhado (Lc. 23:11), acusado injustamente de perverter a nação e proibido de declarar que Ele era o Cristo e Rei (Lc. 23:2, 14-15).

Mesmo sem encontrarem nenhuma culpa em Jesus crucificaram-no, cravando em Suas mãos e nos Seus pés grandes pregos e na Sua cabeça, uma coroa de espinhos. Ali, naquela Cruz, morreu por nós, derramando Seu sangue, isto é, a Sua vida para nos dar a Vida Eterna. Enquanto Jesus caminhava para a Cruz, Ele levou sobre Si os nossos pecados, as nossas dores e enfermidades do corpo e da alma, as nossas maldições, misérias e toda injustiça (Is. 53:4; 1Pe.2:24), cravando-os na Cruz, tornando-se o caminho para que todo aquele que n’Ele crê não seja destruído, mas tenha a Vida de Deus, ou seja, tenha o Seu perdão e vida abundante de bênçãos, saúde e prosperidade que Deus tem preparado para o homem (Jo. 10:10 b)

3.  JESUS RESSUSCITOU TRAZENDO VIDA

Para cumprir Seu plano de nos salvar, tirando-nos do reino das trevas e nos transportando para o Reino da Sua Luz (Cl.1:13), Deus enviou o Seu Filho Jesus para morrer por nós, e ao terceiro dia, para a Sua Glória, ressuscitou-o dentre os mortos (1Co. 15:4; Jo. 20:1-18; Rm.10:9), trazendo-nos Sua Vida. O fato de Jesus ressuscitar significa que todos os mortos também serão ressuscitados (1Co. 6:14) a partir da Sua vinda.

.

CONCLUSÃO

Jesus morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para a nossa justificação, isto é, nos tornar justos, apagando toda a injustiça (Rm.4:25; Is.53:11; Rm 10:9) abrindo o caminho para que todo aquele que crer n’Ele e recebê-LO em Seu coração, tenha o direito de ser chamado filho de Deus e de viver a vida com abundância que Deus tem preparado para o homem, sendo por Ele abençoado, e de ter a Vida Eterna com Ele, após o momento de se despedir da vida terrena. Aleluia! Receba, pois, a vida, através de Jesus. Amém?!