Nosso Deus de Promessas | COM 12
HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Nosso Deus de Promessas

Nosso Deus de Promessas

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2018 – ANO DA INTIMIDADE COM DEUS”

Célula de Multiplicação –  06.05.2018

Tema: “Nosso Deus de Promessas”

Texto:  2 Coríntios 1:20

O nosso Deus é Deus das promessas cumpridas. Ele não falha e não se esquece do que prometeu a cada um dos seus filhos. Há pessoas que estão com a vida desordenada, sem perspectivas, sem projeto nenhum. Elas estão como o povo no deserto, rodando e voltando ao mesmo lugar. Eles precisam conhecer o Deus do impossível e que vela pela Sua Palavra para cumpri-la (Jr 1:12).

1.  AS PROMESSAS DE DEUS

Deus tem promessas de restauração, de libertação, de cura e de uma nova vida para todos aqueles que querem mudar a sua história e ter a sua vida transformada pelo poder do Sangue de Jesus. Isso “é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.” (1Tm 2:3-4). Deus se importa com cada um de nós. Ele vê as nossas dores e lágrimas e quer nos abençoar com a cura das enfermidades, pois Jesus já as tomou sobre si “e pelas suas pisaduras fomos sarados” (Is 53:5). Deus está presente na nossa vida, mas, às vezes, não conseguimos percebê-lo. Ele está conosco em todos os momentos e os seus olhos estão postos sobre nós (Pv15:3).

2.   PONDO ORDEM NA NOSSA VIDA

Muitas pessoas não estão percebendo os sinais da volta de Jesus e estão fazendo o que não devem e o que não podem fazer. Não sabemos até quando viveremos nesta Terra, mas precisamos nos preparar para quando chegar o fim dos nossos dias aqui. Devemos viver intensamente o agora que Deus está nos dando. Prestemos atenção se estamos vivendo no propósito para o qual o Senhor nos criou e os planos que Ele preparou para nossa vida. Tenhamos coragem de avançar, deixando as coisas do passado e tudo o que, no presente, não é agradável a Deus. Coloquemos nossa vida em ordem começando pelo nosso interior, renovando a nossa mente para que experimentemos “qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus” (Rm 12:2) para nossas vidas. Isso depende de uma decisão. Devemos fazer isso por meio da confissão e arrependimento dos nossos pecados.

CONCLUSÃO

Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. “Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio.” (2Co 1:20). O Senhor sempre cumpre as suas promessas. “Não quebrarei o meu pacto, nem alterarei o que saiu dos meus lábios.” Assim diz o Senhor. (Salmos 89:34).