HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Escolhidos para Frutificar

Escolhidos para Frutificar

CASA DE ORAÇÃO MUNDIAL “2010: Ano da Paixão por Deus e da Entrega Absoluta” Célula de Multiplicação: 30.09.2012 TEMA: ESCOLHIDOS PARA FRUTIFICAR TEXTO: João 15.16 INTRODUÇÃO  No Cap. 15 de João, podemos verificar uma das últimas instruções que Jesus dá aos discípulos antes de voltar à presença do Pai. Quem é discípulo de Jesus, “Ouça o que o Espírito diz às igrejas (Ap 1.7), pois Jesus nos fala assim: Eu sou a videira verdadeira e meu Pai é o lavrador.” “…Eu sou a videira, vós as varas”. A videira é a planta que dá a uva. As varas são os seus ramos. Isso significa que Jesus é a videira e nós, seus discípulos somos as varas, ramos da videira, isto é somos a extensão de Jesus. Ele acrescenta: “Toda  vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto” (Jo 15.1-2). Essa frutificação se refere às virtudes espirituais (Gl 5.22) e também ao servir a Deus, trabalhando para trazer outras pessoas para Cristo (Jo 4.36). Isso significa que somos escolhidos do mundo para darmos frutos para Deus. 1. CONDIÇÃO PARA FRUTIFICAR A única condição que Jesus nos apresenta para ganhar almas e fazer discípulos é crer n’Ele: “Na  verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu facão, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para meu Pai” ( João 14.12) Isto quer dizer que qualquer pessoa que vem a Jesus, a partir do momento em que ela crê, como fez a mulher samaritana, pode correr, falar do Seu amor e trazer outras pessoas para Ele. Não podemos perder tempo, pois estamos nos últimos dias da igreja de Cristo, e, como diz a Palavra, é hoje o dia aceitável da salvação (2 Co 6.2). Trabalhemos enquanto é dia, pois a noite vem, a Sua vinda se aproxima, quando não mais teremos tempo para fazer o que só temos adiado, permitindo que outras coisas tomem o lugar e o tempo da obra para a qual Deus nos tem chamado. 2. PORQUE FRUTIFICAR  Não fomos nós que escolhemos Jesus, foi Ele que nos escolheu e nos nomeou para nós irmos e darmos fruto e o nosso fruto não se perca, mas permaneça. Como escolhidos para frutificar, devemos dar lugar ao Espírito Santo para nos limpar e nos moldar a fim de que sejamos cheios das suas virtudes espirituais, isto é o Fruto do Espírito e, assim, possamos derramá-las sobre outras pessoas trazendo-as para o Reino de Deus. Para uma planta renovar e dar os frutos é preciso ser podada, isto é, sejam cortados os galhos amarelados e secos que representam a indiferença, o comodismo e a resistência daqueles que vieram a Cristo e ainda não compreenderam o seu chamado ou não abriram seus corações para fazerem a vontade de Deus, mas a sua própria vontade ou ainda estão presas por alguma situação ou pecado ( Jo 12.24). É necessário entender que precisamos não só fazer o que Jesus fez, mas fazer ainda obras maiores que as d’Ele. Porque Jesus nos confiou fazê-las? Ele mesmo disse: …”porque vou para meu Pai”. Quando Jesus voltar, teremos a oportunidade de Lhe apresentar os frutos que alcançamos com a nossa dedicação e serviço. Vamos compartilhar o amor de Deus com as pessoas, falando-lhes que Deus enviou o Seu único Filho a esta terra para morrer na cruz para nos salvar. CONCLUSÃO  Somos a extensão do Ministério de Jesus e Ele espera que a Sua obra que vem sendo realizada desde os seus primeiros discípulos, continue e não pare em nós. Frutificamos para o Senhor, sendo canais do Seu amor, expressando o fruto do Espírito Santo através do nosso testemunho, tanto em nossa casa, como em todo ambiente, onde nos encontramos, aproveitando cada oportunidade para falar do amor de Jesus às pessoas e trazê-las para o Seu Reino. Mesmo os mais novos na fé já podem dar frutos para o Senhor, dando o seu testemunho e falando do amor de Jesus por nós.