Conhecendo o Deus de Abraão | COM 12
HOME / COM a Gente / Estudo das Células / Conhecendo o Deus de Abraão

Conhecendo o Deus de Abraão

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2018 – ANO DA INTIMIDADE COM DEUS”

Célula de Multiplicação –  20.05.2018

Tema: “ CONHECENDO O DEUS DE ABRAÃO”

Texto:  Romanos 4:20-22

INTRODUÇÃO

Abraão nunca enfraqueceu na fé nem permitiu que a incredulidade entrasse em sua mente. Uma das estratégias de satanás é plantar sementes de dúvida na mente humana, pois ele sabe que, se as aceitarmos, elas germinarão e darão frutos que levam à destruição. A semente da dúvida está muito ligada ao medo e leva as pessoas à frustração e ao fracasso.

1.   ABRAÃO AMIGO DE DEUS

Abraão era um homem que tinha um íntimo relacionamento com Deus, que o chamou de Seu amigo, isto é, Deus confiava a Abraão seus segredos e, ao mesmo tempo, também, dava direcionamento para sua vida. Abraão acreditava e agia segundo a palavra que saia da boca de Deus. Quando o Senhor lhe deu a promessa de um filho, imediatamente ele creu e  confessou-a em todo tempo, apesar das circunstâncias adversas. Quando chegou a época determinada, o Senhor lhe concedeu o filho prometido.

2. ABRAÃO HOMEM DE FÉ

Ter o Deus de Abraão em nossas vidas implica em agir como ele agia. Muitas vezes desejamos os benefícios que Abraão recebeu de Deus, mas não estamos dispostos a pagar o preço que ele pagou para receber aquelas bênçãos. Quando Deus Chamou Abraão, lhe disse: “Sai da tua terra e da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei” (Gn 12:1). A vida do ser humano se resume em três aspectos: terra, família e círculo de influência. Essas foram as três coisas que Deus pediu a Abraão.

3.   ABRAÃO HOMEM OBEDIENTE

Embora Deus não tenha traçado uma rota para o futuro de Abraão, ele foi obediente em tudo que Deus lhe pediu. A única coisa que ele tinha era a promessa. Deus lhe havia dito que o seguisse, pois, à medida que ele fosse progredindo, lhe mostraria o caminho de seu destino. Abraão se apoiou em Deus: “Ele creu no Senhor e isso lhe foi imputado para justiça” (Gn 15:6). Depositou toda sua confiança em Deus e não se atrevia a dar nenhum passo sem antes ter a Sua direção. Ele não foi justificado por guardar a lei, mas por sua vida de fé e obediência. Por isso Deus firmou uma aliança com ele e com a sua descendência.

CONCLUSÃO

Deus se agradou muito de Abraão, pois ele deixou de lado toda sua confiança pessoal, sua força de conquista e sua habilidade comercial, para depender totalmente do Senhor. Peçamos a Deus para se revelar em nossas vidas como o Deus de Abraão e para nos ajudar a vencer a incredulidade e toda luta que exista dentro da nossa mente.

Mensagem baseada nas “Declarações de Poder” do Pr  César Castellanos.