HOME / COM a Gente / Estudo das Células / A Terceira Dobra Do Cordão

A Terceira Dobra Do Cordão

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2019 – ANO DO DERRAMAR DO ESPÍRITO”

Célula de Multiplicação –  20.01.2019

Tema:  A Terceira Dobra Do Cordão

Texto:  Eclesiastes 4.9-12

 

INTRODUÇÃO

O texto básico desta mensagem começa com a expressão “melhor é serem dois do que um.” Entretanto, o término do texto nos fala que “o cordão de três dobras não se quebra tão depressa” (vs.12), dando-nos a entender que, na questão da unidade, se há benefícios em serem dois, melhor ainda é serem três, ficando implícito que a terceira dobra representa uma força maior, tornando o cordão muito mais resistente, pois uma corda de três dobras dificilmente se quebra.

1.   A TERCEIRA DOBRA: A PRESENÇA DE DEUS  

A Bíblia nos ensina que o inimigo pode querer prevalecer conta um, mas, se estiverem dois em unidade, oferecerão maior resistência. Se, por desventura, um vier a cair, o outro poderá levantá-lo, mas, se estiver um só, quem o levantará? Quando estamos sós, nos tornamos mais vulneráveis aos ataques do inimigo. Por vezes, discorremos sobre o texto acima como sendo direcionado exclusivamente para o matrimônio, mas, em verdade, ele fala do relacionamento de um modo geral, entre pessoas.  Como cristãos, entendemos que a terceira dobra representa a presença do Espírito Santo, tanto no relacionamento conjugal, como no relacionamento entre irmãos.

2.   A TERCEIRA DOBRA: O ESPÍRITO SANTO

A presença do Espírito Santo deve representar a terceira dobra a ser cultivada nos relacionamentos entre esposo e esposa, pais e filhos, líder e liderado e, como nos ensina a Palavra, entre irmãos, aqueles que professam a mesma fé. Deus deve ser sempre o referencial para podermos andar em unidade, conforme o texto: “Sede, pois imitadores de Deus, como filhos amados.” (Ef 5.1). Ele não nos criou para vivermos isolados um dos outros. Todos nós precisamos do apoio e ajuda dos nossos irmãos na fé. Isto aprendemos quando também “chegamos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.” (Ef 4.13). 

3.   A TERCEIRA DOBRA: A UNIÃO FRATERNAL

O Senhor nos mostra a vida em unidade, entre irmãos, como algo muito agradável aos Seus olhos. Somos diferentes um dos outros, mas foi assim que Deus nos fez. Por isso, como seres humanos, temos dificuldade de vivermos relacionamentos verdadeiros uns com os outros. Contudo, isto não nos dá legalidade para andarmos em desunião. Nisto está o nosso grande desafio: não anularmos as nossas diferenças, pois é nessa diversidade que o amor atuará, nos ajudando a viver em união. Pelo Sangue de Jesus, fomos resgatados das trevas para sua maravilhosa luz para, em unidade, compormos a igreja, a qual representa o Corpo de Cristo, onde devemos viver unidos para Sua honra e glória. Amém!

 

CONCLUSÃO

“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque, se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante”. Assim nos diz a Palavra de Deus. Devemos atentar, também, para a oração que Jesus fez ao Pai pelos seus discípulos e pelos que haveriam de n’Ele crer, entre os quais estamos nós, hoje: “E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (Jo 17.20-21).