HOME / COM a Gente / Estudo das Células / A Importância de decidir corretamente – Parte 2

A Importância de decidir corretamente – Parte 2

CASA DE ORAÇÃO MUNDIAL

“2017 – ANO DO AMOR”

Célula de Multiplicação – 14.05.2017

Tema: “A Importância de decidir corretamente – Parte 2

Texto:  Marcos 10:17-23

INTRODUÇÃO

Esse texto fala sobre a história de um homem que possuía características muito peculiares e uma delas era a curiosidade. Ele era uma pessoa que sabia as últimas novidades da região. E, naquele dia, a última novidade era: Jesus está na cidade. Só que ele, além de curioso e bem informado, era ainda uma pessoa influente, rica. A Bíblia narra que, quando Jesus encontrou esse homem, Ele o amou, porque viu que havia sinceridade em seu coração. Ele foi tão sincero e tão verdadeiro que Jesus, olhando para o âmago de sua vida, observou a profundidade de quando disse: “eu guardo os teus mandamentos desde a minha Infância”. Jesus lhe disse: vá e venda tudo o que tem e dê aos pobres. Porém, ele ficou pesaroso, porque era muitíssimo rico.

1.    NÃO SE PERDER NO CAMINHO

Quantas pessoas, conhecendo que durante o processo de consolidação tem tudo para tornarem-se líderes excelentes, mas se perdem no meio da caminhada! Quando aquele jovem disse a Jesus que guardava os mandamentos desde sua meninice, desde a sua infância, Jesus o amou porque sabia que ele era legalista, religioso, cumpria as leis e, por causa disso, possuía influência dentro de todo o contexto da comunidade judaica.

2.  SER APROVADO QUANDO TESTADO

O teste na vida daquele homem chegou no momento em que encontrou Jesus. O Mestre disse que ele deveria ir e vender tudo o que possuía. Jesus sabia que ele era rico e apegado às riquezas. Portanto, o deus da sua vida era Mamon. Jesus pediu exatamente para que ele renunciasse o deus que tinha em particular. Nessa hora, porém, a Bíblia diz que ele saiu triste e pesaroso.

3.  RENUNCIAR PARA SEGUIR JESUS

O que significa andar com Jesus? É exatamente a condição de segui-lo sem ter apego às coisas materiais e às circunstâncias da vida. É abrir mão de algumas coisas que julgamos serem muito importantes em nossa vida e que o só o Espírito Santo pode nos mostrar. Há pessoas que não têm discernimento e buscam esconder seus apegos, não sabendo que tudo se descortina diante de Deus. Diante de Jesus ninguém pode usar máscaras. Hoje, Ele está dizendo que, ainda que tenhamos características tão relevantes como as daquele jovem que buscou encontrar-se com Jesus, tais como: percepção, curiosidade, riquezas e conhecimento dos mandamentos do Senhor, também nós precisamos renunciar a qualquer apego ou situação que possa atrapalhar o nosso relacionamento com Deus.

CONCLUSÃO

Você, diferentemente do jovem rico, não terá aquela atitude, mas decidirá corretamente seguir o Mestre, compreendendo que é necessário renunciar a tudo que toma o lugar de Deus. Isso lhe dará o direito de desfrutar das grandezas das bênçãos que o Senhor tem preparado para sua vida hoje e para a eternidade. “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo” (Ef 1:3).