HOME / COM a Gente / Estudo das Células / A Fé Que Vem de Deus

A Fé Que Vem de Deus

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DO BRASIL

“2018 – ANO DA INTIMIDADE COM DEUS”

Célula de Multiplicação –  07.10.2018

Tema: A Fé Que Vem de Deus

Texto: Mateus 21.18-22

 

INTRODUÇÃO

Fé significa trazer as realidades espirituais para o mundo natural. A fé não constitui algo irreal ou místico, mas a certeza da materialização das coisas que buscamos alcançar, mesmo não as vendo, sabemos que podemos trazê-las para a realidade do mundo natural. A fé vem de Deus. Nada tem a ver com os sentidos e as emoções do homem. Quem vive pela fé não vive uma vida de incertezas, medos, traumas ou fraquezas. Uma vida baseada na fé é capaz de barrar qualquer problema espiritual e nos levar ao milagre que queremos e determinamos alcançar. A Fé é o dom glorioso e divino que faz os demônios temer e tremer diante de nós.

1.  A FÉ NATURAL E A SOBRENATURAL

A fé sobrenatural é a ação do Espírito Santo dentro de nós. Para se viver essa fé é necessário estar em aliança com Deus. A fé sobrenatural nos leva a ver o invisível e crer no impossível. Enquanto a fé natural está firmada nas coisas que são visíveis aos olhos humanos e sustentada em conhecimentos naturais, a fé sobrenatural é sustentada em conhecimentos adquiridos ao ouvir a Palavra de Deus. Por isso, a fé vinda de Deus nada tem a ver com sentimentos humanos como: entusiasmo, emoção, euforia, etc. A fé sobrenatural é uma dádiva de Deus para aqueles que têm um coração aberto para ouvir e crer na Palavra do Senhor.

Os milagres são produzidos através da fé sobrenatural. Ela despreza os cinco sentidos do homem, porque está acima do natural. Daí porque se constitui loucura para este  mundo- “Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (1Co 2.14).

 

2.  FÉ: CERTEZA ABSOLUTA

Certa ocasião Jesus falou a uma figueira: “Nunca mais nasça fruto de ti. E a figueira secou imediatamente.” (Mt 21.19).  Como Jesus falou a uma figueira que não tem ouvidos para ouvir? Para o mundo natural é um verdadeiro absurdo falar a uma figueira. Até os próprios discípulos de Jesus não entenderam naquelas palavras do Mestre. No dia seguinte, ao passarem pelo mesmo local, ficaram maravilhados ao verem que a figueira “se tinha secado até as raízes” (Mc 11.20).

A Bíblia diz que a fé é a convicção de fatos ou coisas que não se veem, isto é, não dá para enxergar com os olhos naturais. Quando Jesus nos diz que “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18.20), está nos levando ao exercício da fé sobrenatural. Não estamos vendo Jesus, mas cremos e temos a convicção da Sua presença quando estamos reunidos em Seu nome. É o próprio Jesus que nos diz: “Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva fluirão do seu interior” (Jo 7.38). Esse fluir de “água viva” é o Espírito Santo, e Ele só fluirá por meio da manifestação da fé sobrenatural que nos leva à certezas e convicções absolutas do operar de Deus através dos milagres em nossas vidas.

CONCLUSÃO

Não existe meio termo em questão de fé. Ou você tem a fé vinda de Deus ou não a tem. A fé vinda de Deus é como árvore frutífera que, no tempo devido, independentemente das circunstâncias, dá seus frutos.