HOME2 / COM a Gente / Estudos / Devocional / Apontar o positivo

Apontar o positivo

Filipe encontrou Natanael e lhe disse: “Achamos aquele sobre quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito de quem os profetas também escreveram: Jesus de Nazaré, filho de José”. Perguntou Natanael: “Nazaré? Pode vir alguma coisa boa de lá?” Disse Filipe: “Venha e veja”. Ao ver Natanael se aproximando, disse Jesus: “Aí está um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade”. João 1:45-47.

Natanael era um estudante sério das Escrituras. Filipe indica que ele estava muito familiarizado com todas as Escrituras do Antigo Testamento sobre a vinda do Messias. Ele estava bem em cima da Palavra, e é por isso que ele estava cético sobre o Messias vir de Nazaré. Miquéias 5:2 indica que Ele nasceria em Belém, mas nada foi escrito sobre Nazaré.

Com relutância, ele vai ao encontro de Jesus e, conforme eles se encontram, a primeira coisa que Jesus diz é que Natanael é um homem sem falsidade. A palavra grega para engano é muito interessante. Ela, literalmente, significa “preparar a isca”, e fala de engano ou uma qualidade de falsidade que é frequentemente encontrada em pessoas. Jesus está basicamente dizendo: “Eu sei que você é ‘sem rodeios’, e isto é admirável.”

Acho isso fascinante, porque Jesus poderia ter repreendido Natanael por sua incredulidade e sua arrogância em pensar que o Cristo não poderia ter uma ligação com a cidade de Nazaré (para um estudo mais aprofundado comparar isso com Mateus 2:23). Mas ao invés de observar o negativo, Jesus aponta o lado positivo no caráter de Natanael. Veja o que aconteceu:

Perguntou Natanael: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Eu o vi quando você ainda estava debaixo da figueira, antes de Filipe o chamar”. Então Natanael declarou: “Mestre, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!” João 1:48-49.

Ao cumprimentar Natanael em um aspecto de seu caráter, Jesus abriu uma porta de diálogo que levou à salvação. Quando nos deparamos com as Natanaéis em nossas vidas, devemos edificá-los e incentivá-los no que eles estão fazendo em vez de martelar suas falhas e defeitos. Nossas palavras irão muito mais longe.

TRADUZIDO PARA O PORTUGUÊS POR: Pastor Harry Urquiza, 08-01-2016.